Nardes nega intenção de ofender Waldir Pires

O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), afirmou na noite desta terça-feira, 12, que foi de "maneira positiva" que comentou com a imprensa as declarações do ministro da Defesa, Waldir Pires, que teria dito a ele que só com muita reza para dar tudo certo nos aeroportos neste final de ano.Segundo Nardes, não houve a intenção de ofender o ministro da Defesa, até porque ele também se definiu como uma "pessoa católica", numa referência a outra declaração de Waldir Pires, nesta terça, no Palácio do Planalto, que justificou que falava como cristão ao invocar ajuda de Deus, sem deixar de assumir a responsabilidade de fazer a sua parte."Quando comentei com a imprensa foi num sentido positivo. Não acho que faltei à ética institucional", disse o ministro, em entrevista coletiva logo após a aprovação de seu relatório pelo plenário do TCU sobre as causas da crise no setor aéreo. Augusto Nardes deixou nesta noite o TCU e dirigiu-se para o Congresso, onde entregará cópia do relatório ao presidente do Senado, Renan Calheiros.Segundo ele, cópias do documento também serão entregues à Casa Civil e aos Ministérios da Fazenda, Planejamento, e Defesa.O TCU apontou o contingenciamento de verbas e cortes de despesas como principais causas da crise do setor aéreo. Recomendou à Casa Civil que crie um órgão para monitorar o setor de forma integrada, além da liberação emergencial para mais recursos para investimentos em equipamentos e pessoal.

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2006 | 20h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.