Nardoni recebe 1ª visita dos filhos, após cinco meses

Alexandre Nardoni, acusado de matar a filha, Isabella, em março deste ano, encontrou-se pela primeira vez desde a prisão com os filhos Pietro e Cauã, nas dependências da Penitenciária José Augusto César Salgado, para onde foi transferido em maio. A visita durou sete horas. Eles chegaram por volta das 10h30 de ontem, com os pais de Alexandre, Antonio e Maria Nardoni. A direção do presídio tentou desviar a atenção da imprensa, informando que não era dia de visita. Os advogados do casal também negaram a visita e a Secretaria de Administração Penitenciária também não a confirmou, embora estivesse registrada no livro de presença da penitenciária. "Eles estão aqui sim", chegou a dizer um dos funcionários, que saía do expediente. O encontro, com comida e refrigerantes, teria sido na quadra, onde há mesas de alvenaria e normalmente as famílias de presos se reúnem. Até o fim do dia, a imprensa permaneceu na frente da penitenciária, à espera da saída dos filhos de Nardoni. Havia também a suspeita de que as crianças pudessem visitar a mãe, Ana Carolina, detida a sete quilômetros dali, na Penitenciária Feminina de Tremembé. Por volta das 18 horas, a direção fez contato com a portaria para saber se os jornalistas e fotógrafos ainda estavam na entrada do presídio. Diante da afirmativa do porteiro, organizou-se uma saída que a imprensa não pudesse acompanhar. Os filhos e os pais de Nardoni teriam saído por uma estrada rural, fugindo dos jornalistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.