Natal termina com 90 mortes nas estradas federais

O número de mortes nas estradas federais do País durante os quatro dias de feriado de Natal ficou próximo ao do ano passado, segundo relatório da Polícia Rodoviária Federal. Foram registrados durante a Operação Natal, que teve início na sexta-feira, 22, e terminou a meia-noite de segunda-feira, 25, 1.743 acidentes, com 1.208 pessoas feridas e 90 mortes. Na operação do ano passado foram registrados 1.657 acidentes, com 99 mortes e 1.184 feridos.O Estado que apresentou a maior quantidade de acidentes, 321, foi Minas Gerais. Minas é o Estado é o que possui a maior malha de rodovias federais. Em segundo lugar aparece Santa Catarina, com 210 acidentes. São Paulo vem em seguida, com 179. No Rio de Janeiro foram registrados 147 acidentes. No Rio Grande do Sul ocorreram 146 acidentes e no Paraná, 114.Segundo a PRF, o tráfego das rodovias federais neste ano foi superior ao do Natal de outros anos devido aos problemas nos aeroportos, já que muitas pessoas desistiram de viajar de avião e optaram por viajar de carro ou de ônibus. A Polícia Rodoviária Federal estima que o volume de veículos nas rodovias neste Natal foi aproximadamente 40% superior ao dos dias normais. No Natal do ano passado, por exemplo, o aumento do tráfego foi de apenas 30%.Agora a PRF prepara a Operação Ano Novo, que começa na próxima sexta-feira e segue até a meia-noite de segunda-feira. As duas operações fazem parte da Operação Verão, lançada pela polícia rodoviária no dia 15 de dezembro.São PauloO número de acidentes aumentou nas rodovias federais do Estado de São Paulo, e, por outro lado, diminuiu nas estaduais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante os quatro dias do feriado prolongado de Natal deste ano, foram registrados 179 acidentes, com cinco mortos e 88 feridos. De acordo com a PRF, não há como comparar com os dados do ano passado, pois o feriado de Natal teve apenas três dias, já que o dia 25 caiu num domingo. Em 2005, foram 111 acidentes, com 58 feridos e duas mortes. Além dos acidentes, o boletim também informou que 6.245 veículos foram fiscalizados durante operações nas rodovias.Na rodovia federal Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, aumentou o número de acidentes e de feridos, mas diminui o número de mortes em comparação com feriado do Natal do ano passado, segundo balanço divulgado na manhã desta terça-feira, 26, pela concessionária NovaDutra.Ocorreram 195 acidentes, com 113 pessoas feridas, contra 147 acidentes do ano passado, que deixaram 88 feridos. Já o número de mortos diminuiu em relação ao ano de 2005. Foram apenas duas este ano, contra cinco do ano passado.Os números referem-se ao período compreendido entre zero hora de sexta-feira, 22, à meia-noite de segunda-feira, 25, e dizem respeito aos 402 quilômetros da rodovia (entre São Paulo e Rio de Janeiro). Já nas rodovias estaduais de São Paulo, neste Natal, entretanto, foi reduzido o número de acidentes, em comparação com 2004, pelo fato de o Natal de 2005 não ter sido feriado prolongado, visto que o dia 25 caiu num domingo. No total, segundo a Polícia Rodoviária Estadual, foram contabilizados 806 acidentes, entre os dias 22 e 25, com 495 vítimas envolvidas e 20 vítimas fatais.Assim, foi verificada, em cima desta base de comparação, uma redução no número de acidentes - queda de 0,12% - e de mortes (-25,93%) nas rodovias estaduais de São Paulo. Em 2004 foram verificados 1.209 acidentes, com um total de 798 pessoas envolvidas e 15 vítimas fatais. Para o Comando de Policiamento Rodoviário a redução "demonstra a eficiência das medidas educativas e, sobretudo, da intensificação da fiscalização".LitoralPelo segundo ano consecutivo, a concessionária Ecovias não registrou nenhuma morte durante o feriado de Natal, quando mais de 278 mil veículos passaram pelas estradas do Sistema Anchieta-Imigrantes em direção às praias da Baixada Santista, segundo boletim divulgado na manhã desta terça-feira, 26.O número ficou dentro das expectativas da Ecovias, que esperava entre 230 e 300 mil veículos, entre a 0 hora do dia 21 e as 24 horas do dia 25 de dezembro.Nesses cinco dias, foram registrados 128 acidentes, sendo que 82 deles não tiveram vítimas. Sessenta e cinco pessoas ficaram levemente feridas e seis tiveram ferimentos graves. Com um movimento tranqüilo durante todo o feriado, o Sistema operou no esquema normal 5x5 durante os cinco dias.Castelo Branco e Raposo TavaresCerca de 380 mil veículos circularam pelas rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares entre a zero hora de sexta-feira, 22, e zero hora de segunda, 25. Durante os quatro dias de operação especial, foram registrados 39 acidentes, com 31 feridos e duas mortes. Em 2005, o feriado prolongado de Natal teve um dia a menos, no qual foram registrados 39 acidentes, 20 vítimas e uma morte.Matéria alterada às 13h50 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.