Naufrágio de escuna estraga o feriado em Cabo Frio

A tragédia do Tona Galea transformou o clima de Cabo Frio, balneário fluminense que atraiu cerca de 600 mil visitantes para o feriado da Semana Santa, conforme estimativas da Secretaria Municipal de Turismo. Depois de uma manhã de sol forte e praias lotadas, o acidente com a escuna, com a morte de pelo menos 12 pessoas, transformou-se no principal assunto da cidade, que encerrou o dia consternada. ?Estamos todos sentido muito. São vidas perdidas?, disse o secretário de turismo, Carlos Victor Mendes.Shows musicais que haviam sido programados, principalmente para o público jovem, que passa praticamente o dia todo na praia, foram cancelados. O prefeito Alair Corrêa, decretou luto oficial de três dias em razão da tragédia. ?Não há clima. Estamos todos muito tristes?, disse o secretário.Durante toda a tarde, os telefones do Instituto Médico Legal (LML) ficaram ocupados, com ligações de amigos e familiares de turistas na cidade, em busca de informação. O terminal marítimo, no Canal de Itajuru, de onde as escunas partem para o tradicional passeio pela orla, foi visitado ao longo da tarde por turistas em busca de notícias sobre a tragédia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.