Xando Pereira/Agência A Tarde
Xando Pereira/Agência A Tarde

Naufrágio na BA: 'É improvável que alguém seja resgatado com vida', diz coordenador do Samu

Dezoito pessoas morreram; embarcação levava mais de 120 pessoas

O Estado de S. Paulo

24 Agosto 2017 | 17h15

O coordenador de urgência do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) do município de Salvador, Ivan Paiva, disse, na tarde desta quinta-feira, 24, à Agência Brasil, que "é improvável que alguém ainda seja resgatado com vida".

Segundo a Marinha, 18 pessoas morreram depois que uma embarcação naufragou na manhã desta quinta-feira, 24, próximo à Ilha de Itaparica, na localidade de Mar Grande, na Bahia. Segundo o comandante Flávio Almeida, do 2º Distrito Naval, 123 passageiros estavam na embarcação. 

Até o início da tarde desta quarta, 89 pessoas haviam sido resgatadas e atendidas em hospitais e unidades de saúde da região, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Não há informações sobre os estados de saúde das vítimas.

De acordo com o Comando do 2º Distrito Naval, o trabalho de buscas por desaparecidos do naufrágio continuará até que todas as pessoas que estavam na lancha Cavalo Marinho I tenham sido localizadas, informa a Agência Brasil .

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.