Navio da Marinha da Bolívia naufraga no MS

Uma embarcação da Marinha da Bolívia naufragou na noite de sexta-feira, 1º, no rio Paraguai, em Corumbá (MS). Segundo as informações do Corpo de Bombeiros da cidade, 22 pessoas estavam a bordo. Oito estavam desaparecidas até a tarde deste sábado, 02. Das 14 pessoas resgatadas, três foram levadas para o Hospital Naval em Ladário, município vizinho a Corumbá onde está sediado o 6º Distrito Naval da Marinha.Mergulhadores da Marinha e do Corpo de Bombeiros foram enviados ao local, a 70 km de Corumbá, para buscar os desaparecidos. Segundo as informações do 6º Distrito Naval, a embarcação Suarez Arana fazia o trajeto entre a localidade de Porto Bush, na Bolívia, e o Forte Coimbra, no Brasil.A informação inicial é que haviam apenas militares a bordo do barco, que começou a afundar por volta das 23h e rapidamente naufragou. A embarcação tem 20 metros de comprimento e mais de 5 metros de altura. Os ocupantes da embarcação foram resgatados por ribeirinhos e também por uma lancha que passava no local.Conforme a Marinha em Ladário, a causa mais provável do acidente foi o temporal que atingiu o Estado, com fortes ventos, que, no sábado pela manhã, ainda passavam dos 60 km horários em Corumbá.A chuva provocou estragos em várias regiões de Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, o temporal derrubou camarotes montados para um show da cantora baiana Ivete Sangalo, que foi cancelado.Apesar de ter perdido seu trecho litorâneo para o Chile na Guerra do Pacífico no final do século 18, a Marinha da Bolívia aproveita o Lago Titicaca, na fronteira entre o Peru e a Bolívia, para manter-se ativa.Matéria alterada às 17h25 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.