Navio encalha na costa Argentina com 1.600 passageiros

O navio Sky Wonder, fretado pela CVC, encalhou no Rio da Prata, a três quilômetros da costa de Buenos Aires, na Argentina, na noite de quarta-feira, 17, com cerca de 1.600 passageiros, a maioria brasileiros. Quatro rebocadores deverão puxar o navio para a área do canal do Rio da Prata, que é navegável até o final da tarde desta quinta, retirando-o da lama em que encalhou por causa de fortes ventos na região. A Capitania dos Portos de Buenos Aires, não permitiu que os passageiros descessem porque não há problemas na embarcação, e se eles fossem para terra, haveria um grande congestionamento no Porto. Segundo nota oficial da CVC, a situação é de absoluta normalidade a bordo do navio. "A tripulação e as autoridades portuárias argentinas já realizaram uma perícia técnica e reiteram que não existe nenhum dano estrutural no casco da embarcação", informa o texto.RetiradaO navio deverá ser levado por rebocadores para águas oceânicas até o final do dia, diz a nota oficial. O navio, segundo autoridades portuárias argentinas, não sofreu dano algum, apenas o ficou preso em um lodaçal. A embarcação, segundo a nota, está parada no Porto de Buenos Aires. "Logo após a saída do Porto, quando se encontrava em navegação no Canal, seguindo as recomendações do Prático a bordo e das autoridades portuárias argentinas, fortes ventos deslocaram o navio da rota original do Canal de navegação, e a proa da embarcação ficou presa em um banco de lodo, a cerca de 5 quilômetros do Porto", informa o texto.A Pullmantur, proprietária do transatlântico Sky Wonder, e a CVC pleitearam às autoridades portuárias argentinas a autorização para o desembarque dos passageiros até que a manobra fosse concluída. "No entanto, as autoridades argentinas avaliaram que devido à inexistência de qualquer situação de risco, não é necessário que haja o desembarque, já que a previsão é de que as operações sejam concluídas nas próximas horas", diz o texto.A prioridade das autoridades portuárias argentinas agora, segundo a nota, é retirar o navio do canal, utilizando quatro rebocadores, para colocar o transatlântico o quanto antes na rota oceânica em águas profundas. "A previsão é que a embarcação retorne ao Oceano Atlântico, para continuidade deste cruzeiro, até o final do dia."Segurança A Prefeitura Naval do Porto de Buenos Aires, equivalente a Capitania dos portos brasileira, tomou providências para dar mais segurança ao navio Sky Wonder, enviando uma equipe de segurança e de resgate emergencial, se for necessário para a embarcação. A operação envolve helicópteros e embarcações rápidas para um rápido abandono do navio, se for o caso. A Prefeitura informou que não possui detalhes da razão do encalhe.O navio seguiria do Porto de Buenos Aires para o de Punta Del Leste, no Uruguai.Matéria alterada às 13h45 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.