Ndene-Ndene e Ndongo-Ndongo presos com US$ 230 mil

A Policia Federal da delegacia do Aeroporto Internacional Galeão prendeu no final da semana dois homens de nacionalidade sul-africana, que tentavam embarcar num vôo da TAP, com destino a Portugal, levando US$ 230 mil em espécie, além de anéis, cordões, pulseiras e relógios de ouro, alguns deles cravejados de brilhantes. Segundo a assessoria de Imprensa da Polícia Federal, a ação dos agentes se deu quando os passageiros Germain James Ndene-Ndene e Ivan Christian Ndongo-Ndongo, ambos residentes na cidade de Omnisport, África do Sul, tentavam embarcar para Lisboa e reluta rem em serem submetidos a busca pessoal após o alarme do detector acusar a presença de volume metálico em seus corpos, conforme informações da Agência Brasil. Conduzidos para a sede da Polícia Federal, na Praça Mauá, os dois sul-africanos foram autuados em flagrante. Germain Jamese Ivan Christian foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde aguardarão decisão da Justiça Federal.Ao serem interrogados na sede da Polícia Federal, eles declararam serem amigos e agricultores na África do Sul, e alegaram que os dólares seriam fruto da venda de terras de suas famílias naquele país, que seriam empregados na compra de veículos de transporte de passageiros (ônibus ou micro-ônibus), compras que não se concretizaram devido aos preços muito elevados. As jóias teriam sido compradas no exterior, antes de ingressarem no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.