NE transforma-se em rota de contrabando vindo do Paraguai

A Polícia Federal apreendeu em Recife, cerca de 14 toneladas de contrabando procedente do Paraguai que iria abastecer a Feira de Caruaru, a maior do Nordeste. Agentes federais monitoraramdois comerciantes durante três meses até descobrirem que eles estavam utilizando um ônibus, com apenas seis passageiros, para transportar aparelhos elétricos, brinquedos e celulares de Ciudad del Este para Recife e depois interior do Estado.Esta foi uma das maiores apreensões de contrabando feita pela PF este ano, que também confirmou que o Nordeste passou a ser uma das rotas dos sacoleiros brasileiros que atuam no Paraguai. ?O problema está tão acentuado que estamos programando abrir uma delegacia em Caruaru?, informou o superintendente da PF em Pernambuco, Wilson Salles Damázio. Segundo ele, a cidade, por ter uma das maiores feiras populares do País, tornou-se também centro de distribuição de mercadorias importadas ilegalmente.Com a mercadoria foram presos Cícero Marques de Araújo e Antônio Carlos Alves, que eram proprietários de um ônibus que fazia a rota Recife-Paraguai. No veículo, agentes da PF encontraram apenas seis passageiros, mas em todo o interior do ônibus havia contrabando. ?Esta não é a primeira viagem da dupla, já que Cícero foi preso no início do ano pelo mesmo motivo?, afirmou Damázio, acrescentando que a descoberta fez com que a PF atacasse mais os distribuidores. ?Estamosprocurando trabalhar mais o atacado e menos o varejo.? O contrabando foi apreendido na cidade de Saloá, na região de Garanhuns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.