Neblina fecha aeroportos Santos Dumont e Tom Jobim, no Rio

Nevoeiro desta manhã tende a se dissipar naturalmente com o aquecimento do ar; Santos Dumont foi reaberto para pousos

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

28 de junho de 2010 | 10h02

 

SÃO PAULO - A forte neblina que cobre a cidade do Rio de Janeiro deixou fechado os aeroportos Santos Dumont, no Centro, e Tom Jobim, na Ilha do Governador, na manhã desta segunda-feira, 28.

 

O Aeroporto Internacional Tom Jobim ficou fechado para pousos por vários períodos durante a madrugada e a manhã, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

 

Onze voos foram desviados para os aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, Vitória, no Espírito Santo, e Confins, em Minas. Seis chegadas foram canceladas.

 

Já o Aeroporto Santos Dumont fechou às 7h20 para pousos e as decolagens eram feitas com auxílio de instrumentos. Do total de 30 chegadas previstas, quatro foram canceladas e oito registraram atrasos. Entre as 38 partidas programadas, três foram canceladas e seis estão atrasadas.

 

Nevoeiro

 

Segundo a Climatempo, a formação do nevoeiro e da névoa forte sobre o Rio de Janeiro está associada com o resfriamento do ar durante a madrugada e a uma forte subsidência do ar (movimento do ar de cima para baixo) que gerou uma inversão térmica nas camadas de ar próximas da superfície.

 

O nevoeiro e a névoa forte desta manhã tendem a se dissipar naturalmente com o aquecimento do ar e antes do fim da manhã a visibilidade deve melhorar nos dois aeroportos, segundo a Climatempo.

 

Tudo o que sabemos sobre:
nevoeiroRioaeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.