Neblina prejudicou funcionamento do Aeroporto de Cumbica

A forte neblina sobre a região metropolitana de São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 14, prejudicou o funcionamento do Aeroporto Internacional André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, durante parte da manhã. Quatro vôos, dois domésticos e dois internacionais, tiveram de ser desviados para outros aeroportos. Os nacionais, um da Varig, vindo de Belo Horizonte, e outro da TAM, que havia saído de Porto Alegre, foram deslocados para o Aeroporto de Viracopos, em Campinas. Os vôos internacionais, vindos de Miami, foram desviados para o Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio. Apesar de serem dois vôos, com numerações distintas, tratava-se de um único avião, porque o trecho foi operado em conjunto pela TAM e a American Airlines. O avião, que deveria pousar às 5h40, só desceu em Cumbica às 10h05, depois da escala forçada no Galeão.Cumbica funcionou por aparelhos das 5h55 às 9h55 e, nesta tarde, a situação é normal. Em Congonhas, não houve problemas, segundo a Assessoria de Imprensa do Aeroporto.De acordo com a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), a neblina registrada pela manhã foi um fenômeno meteorológico, sem prejuízo à qualidade do ar na cidade. A inversão térmica ocorreu a 156 metros do nível do solo - é comum ocorrer abaixo dos 200 metros nesta época do ano - e não formou a típica camada de poluentes.

Agencia Estado,

14 de junho de 2006 | 12h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.