Negociações para fim de rebelião no RN estão paralisadas

As autoridades carcerárias retomarão nesta sexta-feira as negociações para encerrar a rebelião de 88 presos da penitenciária estadual de Alcaçuz. As negociações por telefone estão suspensas. No presídio, situado em Nísia Floresta, Grande Natal, 22 pessoas permanecem em poder dos rebelados, entre eles o agente penitenciário José Antônio da Silva, de 28 anos, e uma mulher grávida.Nesta quinta-feira à noite, José Deques Alves, coordenador do sistema prisional do RN, garantiu que nenhum dos rebelados será transferido da unidade para outro local, um dos maiores temores dos amotinados.

Agencia Estado,

30 de abril de 2004 | 02h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.