Nenhum remédio perdido

Parte dos remédios que estavam armazenados em refrigeradores do Prédio dos Ambulatórios teve de ser transferida para a Fundação para o Remédio Popular (Furp), que fica em Guarulhos, município da Grande São Paulo. "São medicamentos que precisam ficar armazenados a temperaturas negativas de até 12 graus para não estragarem", diz o superintendente do Hospital das Clínicas, José Manuel Teixeira.Segundo ele, nada foi perdido. "O que não foi para a Furp ficou no próprio Instituto Central do HC", ressaltou. O mesmo procedimento foi adotado com todo o material que estava no Hemocentro, que também fica no Prédio dos Ambulatórios do centro médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.