Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Neta mantinha avó em cárcere privado para roubá-la

A aposentada Maria do Carmo Furtado Rodrigues, de 91 anos, foi mantida em cárcere privado por 10 meses em uma clínica para idosos. A internação foi feita por sua neta, Maria Toledo Piza Almeida Dias Canazzi, de 43 anos, e pela nora, Marina Penteado Siqueira e Silva. As duas foram presas nesta sexta-feira e estão em uma cela do 77ºDP, em Santa Cecília, na região central de São Paulo.De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Proteção ao Idoso (CAEPI), braço do Ministério Público Estadual, as duas internaram a aposentada em uma clínica no bairro de Higienópolis e depois a fizeram assinar uma folha em branco, dizendo que era a atualização de sua assinatura no banco.Com o papel, elas criaram uma procuração e se apossaram do imóvel da aposentada, na Rua Imaculada Conceição nº 81, apartamento 31, em Santa Cecília, e lá passaram a morar. Elas também recebiam um aluguel de R$ 4 mil de um outro imóvel da aposentada, que fica na Rua General osório, no centro."A dona Maria do Carmo tinha um problema ortopédico, e há 10 meses ela foi internada no Hospital Beneficência Portuguesa. De lá, ela foi levada para uma clínica, pela neta e pela nora", disse nesta sexta a oficial de promotoria, Maria Angélica Conte Gaya da Costa.O crime só teve solução após a sobrinha da aposentada, Suzana Pereira Pires, datilografar uma carta, denunciando o problema da aposentada para a promotoria. A neta e a nora foram presas em flagrante pela polícia nesta sexta e, em depoimento à polícia, disseram que apenas estavam administrando os imóveis da aposentada e negaram mantê-la em cárcere privado.Lúcida, a aposentada não quis dar entrevista para não incriminar a neta e a nora.

Agencia Estado,

08 de novembro de 2002 | 19h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.