Nevoeiro em São Paulo e Rio atrapalha operações de aeroportos

Santos Dumont teve que ser fechado para decolagens duas vezes; Congonhas tem 47,7% de vôos com atrasos

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

06 de junho de 2008 | 14h22

O Aeroporto Santos Dumont, no Rio, operava normalmente na tarde desta sexta-feira, 6. Pela manhã, o terminal teve de ser fechado por duas vezes por conta de um forte nevoeiro que atingiu a região. Com isso, até as 14 horas, dos 44 vôos programados no terminal, metade (50%) sofreu atrasos superiores a 30 minutos e 12 foram cancelados (27,3%).  No Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, que também enfrentou problemas nesta manhã devido ao mau tempo, das 128 operações previstas, 61 (47,7%) atrasaram e nove foram canceladas (7%).   De acordo com a Infraero, no Santos Dumont, as operações de pouso foram suspensas logo no início da manhã e só foram autorizadas às 9h55. Mais tarde, às 10h26, as pistas de pouso foram fechadas novamente, voltando a operar às 11h35. Já as decolagens estavam permitidas desde as 8h45.   O Aeroporto do Galeão, também no Rio, que operou por instrumentos parte da manhã, contabilizava atrasos em 27 das 85 operações previstas (31,8%). Treze vôos foram suspensos (15,3%). Em todo o País, segundo a Infraero, até as 14 horas, dos 1.014 vôos previstos, 361 atrasaram (35,6%) e 49 foram cancelados (4,8%).   Já no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, que operou com auxílio de instrumentos em parte desta manhã, apenas seis das 108 operações programadas atrasaram. Oito vôos foram suspensos (7,4%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.