Divulgação
Divulgação

Niemeyer afirma que quer sair de hospital para cuidar de seus projetos

Aos 104 anos, o arquiteto apresenta melhora em seu quadro de desidratação, mas não tem previsão de alta

EFE,

10 de maio de 2012 | 16h17

Rio de Janeiro, 9 mai (EFE).- O arquiteto Oscar Niemeyer, de 104 anos e que completou sete dias internado com sintomas de pneumonia e desidratação, afirmou em mensagem que quer deixar o hospital o mais rápido possível para continuar com seus projetos profissionais.

"Estou bem, mas quero sair logo desse hospital para cuidar dos meus projetos. Um deles é para a nova casa da churrascaria Porcão no Rio e o outro é o lançamento da nova edição da minha revista, a 'Nosso Caminho'", assinalou o arquiteto em uma breve mensagem enviada por seu neto, Kadu Niemeyer, ao site "iG".

O médico Fernando Gjorup, do Hospital Samaritano do Rio de Janeiro, afirmou nesta quarta-feira a jornalistas que Niemeyer apresentou uma "pequena melhoria em seu quadro de desidratação", permanece lúcido e respira sem ajuda de aparelhos, mas ainda sem previsão de alta.

A clínica, por sua parte, emitiu um comunicado no qual declarou que o estado de saúde de Niemeyer "é estável e está recebendo tratamento venoso com antibióticos e soro".

Em abril de 2010, Niemeyer esteve 12 dias hospitalizado no mesmo centro médico devido a uma infecção urinária.

O renomado arquiteto esteve internado durante três semanas entre setembro e outubro de 2009, quando foi tratado de um tumor no cólon e tirou a vesícula.

Em junho de 2009, o arquiteto foi internado no hospital Cardiotrauma por uma lombalgia e recebeu alta após uma série de exames e, em 2006, chegou a permanecer 11 dias hospitalizado devido a uma queda que sofreu. EFE

Mais conteúdo sobre:
Oscar Niemeyerhospital

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.