REUTERS/Paulo Whitaker
REUTERS/Paulo Whitaker

No 22º dia de ações violentas, criminosos atacam posto de combustível e queimam carro no Ceará

Também houve suspeita de explosivo em um terminal de ônibus de Fortaleza; até o momento, 412 pessoas foram presas

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2019 | 10h58

SÃO PAULO - Os ataques no Ceará chegam ao 22º dia com ações criminosas contra posto de combustível e carro estacionado em via pública. 

Segundo o tenente Romário Fernandes, do Corpo de Bombeiros do Ceará, às 21h50 de terça-feira, 22, uma pessoa colocou fogo em um veículo Prisma dentro de um posto de gasolina na praia do Pacheco, no município de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza. "Colocou fogo, passou uma moto e ele foi embora. O incêndio provocou danos no veículo, em uma bomba de combustível e em um extintor de incêndio', disse o tenente.

Ainda na noite de terça-feira, a polícia acompanhou a ocorrência de um carro em chamas na cidade de Pindoretama, na região metropolitana de Fortaleza. O veículo queimou rapidamente. 

Ainda na capital, houve suspeita de explosivo em um terminal de ônibus de Fortaleza. O esquadrão antibombas chegou a ser acionado para atender a ocorrência. Não foi relatado nenhum dano.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que 412 suspeitos já foram capturados por envolvimento nos atos criminosos registrados no Ceará.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.