No Amazonas, universitária de 18 anos diz ter dividido cela com 2 homens

Manaus - Uma universitária de 18 anos, que não quer ter o nome revelado, deve processar o Estado do Amazonas por ter ficado detida por 14 horas numa cela com dois homens, pernoitando no 6º Distrito Policial de Manaus entre 19 e 20 de março. O advogado José Carlos Valim vai entrar hoje com uma representação na Vara Especializada da Fazenda Pública, cobrando do Estado indenização por danos morais de mil salários mínimos - R$ 380 mil. A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas informou que não recebeu denúncia sobre o caso. Por meio de nota, disse que "parece ser oportunista a tentativa de associar essa suposta ocorrência ao caso real havido no Pará".SÃO PAULOUm preso foi morto a tiros e quatro ficaram feridos numa tentativa de fuga, às 11h30 de ontem, no CDP 2 de Osasco. Com uma corda feita de panos, Coutinho e os outros quatro detentos escalaram o muro e, segundo a polícia, ignoraram a ordem dos vigias para parar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.