No ano, PF apreendeu 164 t de maconha e 7,4 t de cocaína

Nove toneladas de maconha foram apreendidas na noite de terça-feira em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, pela Polícia Militar, e em Jacareí, no Vale do Paraíba, pela Polícia Federal. Três pessoas foram presas. A droga seria vendida na capital e em cidades do interior. A Polícia Federal divulgou ontem o balanço de suas apreensões este ano em todo o País. Foram apreendidas 164 toneladas de maconha e 7,4 toneladas de cocaína. O destaque ficou para a heroína, com 56 quilos. A droga, produzida na Colômbia, começa a ser vendida no Brasil. Em São Paulo, o Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) apreendeu em 2003 mais de 30 toneladas de maconha e 5 toneladas de cocaína. ChácaraNo começo da noite de anteontem, policiais militares receberam uma denúncia sobre movimentação de um grupo de homens numa chácara no bairro Alceu, entre Santa Isabel e a zona rural de Mogi das Cruzes. Quando os soldados chegaram, quatro homens fugiram a pé pelo matagal, abandonando dois automóveis. Nos quartos do sítio os militares encontraram 4 toneladas de maconha prensada em tijolos, duas balanças e também documentos que poderão ajudar na identificação dos donos da droga. O delegado do 1.º Distrito Policial, de Mogi, vai intimar o dono da chácara para saber se está envolvido com os homens que fugiram. Uma denúncia também levou policiais federais da Superintendência de São José dos Campos ao posto de gasolina do km 165 da Rodovia Presidente Dutra, em Jacareí, no Vale do Paraíba, onde estava estacionado um caminhão com uma carga de toras de madeira. Embaixo da carga estavam 5 toneladas de maconha. O motorista Alonso Gomes de Souza, de 46 anos, disse aos federais que trouxe a droga do Paraguai. Ele explicou que na cidade de Terra Roxa, no Paraná, pegou o ajudante Rui Marconi da Silva, de 41 anos, que o acompanhou até São Paulo. No posto, os dois encontraram Paulo Afonso Maniero, de 36, que os levaria para Taubaté, onde a maconha seria entregue. O delegado federal João Batista Stanislau autuou os três em flagrante e informou que está prosseguindo com as investigações para identificar os donos da droga. Apreensões A Polícia Federal fez um balanço das suas apreensões este ano e também dos últimos cinco anos. De 1999 a 2003, os policiais federais apreenderam em todo o País 730 toneladas de maconha e 36,3 toneladas de cocaína. Prenderam 15.454 traficantes. Em 2003, os federais apreenderam no País 164 toneladas de maconha, 7,4 toneladas de cocaína e 158 quilos de crack. Grande parte da maconha foi produzida no Paraguai. A cocaína veio da Colômbia e da Bolívia. A pasta base para a produção do crack foi trazida do Peru. Os policiais federais prenderam 3.153 traficantes, instauraram 2.516 inquéritos e lavraram 1.571 flagrantes, a maioria por tráfico. Foram descobertas 39 plantações de maconha e destruído 1,8 milhão de pés. A Polícia Federal informou ainda ter feito o maior número de apreensões de maconha na Região Norte e de cocaína na Região Sudeste. A heroína foi apreendida nos aeroportos. Os federais anunciaram ainda a apreensão de drogas como a merla (produto derivado da pasta da cocaína), usada pelos viciados em Minas. Apreenderam ainda material usado no refino e na mistura da cocaína, como 123 mil litros de acetona e 117 quilos de bicarbonato de sódio, além de ácido sulfúrico e amônia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.