No DEM, aliança de prefeito com PT é vista com ceticismo

Embora Gilberto Kassab esteja ensaiando uma aproximação com o governo federal, caciques do DEM avaliam que ele não mergulhará num projeto de aliança com o PT. "É uma mudança muito radical", diz um experiente político próximo do prefeito. Por essa lógica, o eleitorado paulista, considerado conservador e que mantém o PSDB no poder há 16 anos, não digeriria bem o movimento.

, O Estado de S.Paulo

30 Janeiro 2011 | 00h00

Para defensores da manutenção da aliança PSDB-DEM-PMDB em São Paulo, antes de colocar em marcha o projeto eleitoral de 2014, Kassab deve aguardar o desempenho do governo Geraldo Alckmin. Se houver "fadiga de material", como definiu um estrategista do DEM, o prefeito terá condições de se candidatar. Caso contrário, o ideal é esperar 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.