No DF, Agnelo sobe para 36% e empata com Roriz

A nova pesquisa Ibope/Estado/TV Globo sobre a disputa para o governo do Distrito Federal aponta um empate entre Joaquim Roriz (PSC) e Agnelo Queiroz (PT) em 36% das intenções de voto. Eduardo Brandão, do PV, tem 1% e os demais não pontuaram. Persiste, no entanto, um grande número de indefinidos - 13% de indecisos e 11% de brancos e nulos. A margem de erro da pesquisa - que ouviu 1.610 eleitores, entre os dias 24 e 26 - é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos.

, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2010 | 00h00

O empate revela crescimento de 9 pontos do candidato petista e uma variação de 2 pontos para menos de Roriz.

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são mencionados, Roriz teve 28% das intenções de voto, contra 26% do petista. Em um eventual segundo turno, a pesquisa dá 42% dos votos a Queiroz, contra 38% do adversário - o que configura empate técnico. Os nulos chegam a 10%, mesmo porcentual dos indecisos.

O Ibope revela, ainda, uma rejeição bem maior para Roriz, 37%, ante 17% de Queiroz. Mas a maioria dos consultados afirma que Roriz será o próximo governador (53% a 25%). A pesquisa foi registrada no TRE-DF sob protocolo 28039/2010 e no TSE sob protocolo 26101/2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.