No Facebook, Dilma defende 'qualquer maneira de amor'

Presidente usou a rede social para publicar, no dia dos namorados, mensagem de respeito e tolerância às diferenças

O Estado de S. Paulo

12 de junho de 2015 | 22h40

A presidente Dilma Rousseff usou a sua conta no Facebook nesta sexta-feira, 12, para deixar uma mensagem contra o preconceito no Dia dos Namorados. "No #DiaDosNamorados e sempre, reforçamos a importância do respeito e da tolerância às diferenças", escreveu a presidente na rede social. 

Em sua postagem, Dilma citou a música 'Paula e Bebeto', de Milton Nascimento e Caetano Veloso, que diz "qualquer maneira de amor vale amar, qualquer maneira de amor vale a pena".

A publicação de Dilma teve mais de 30 mil curtidas e 5 mil compartilhamentos por volta das 22h30 desta sexta-feira.

Homofobia. A publicação ocorre em um momento em que o debate sobre a homofobia se acirra no Legislativo. Na última quarta-feira, deputados rezaram o Pai Nosso na Câmara contra manifestações da Parada Gay, de São Paulo, em que uma transexual encenou uma crucificação em referência ao tema.  

Na segunda-feira, o líder do PSD na Câmara dos Deputados, Rogério Rosso (DF), protocolou um projeto de lei que torna crime hediondo ultraje, impedimento ou perturbação de cultos religiosos. Na proposta, o deputado ataca o que chama de "cristofobia" e sugere como punição, além de multa, aumento da pena para quatro a oito anos de reclusão.

Na justificativa do projeto, o parlamentar reclama que manifestações de defesa dos direitos homossexuais, como a Parada LGBT, têm "zombado" da fé dos evangélicos e agindo de forma desrespeitosa contra símbolos religiosos.

RESPEITONo #DiaDosNamorados e sempre, reforçamos a importância do respeito e da tolerância às diferenças. Como diz a...Posted by Dilma Rousseff on Sexta, 12 de junho de 2015

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.