No MT, Serys e Abicalil se atacam por vaga ao Senado

A poucos dias da convenção estadual, o PT de Mato Grosso enfrenta uma crise interna envolvendo a senadora Serys Slhessarenko e o deputado Carlos Abicalil. A confusão começou em fevereiro quando o deputado "informou" que iria concorrer ao Senado.

Fátima Lessa, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2010 | 00h00

Sem esconder mágoa, a senadora, que pretendia disputar à reeleição, acusa o deputado de ter tramado na disputada interna do partido para ser o escolhido para disputar a vaga. "Não acredito que o problema esteja dentro do PT, mas sim com ele", disparou a senadora. "Ele se apoderou do PT." Dentre os senadores cujo mandato vence em fevereiro de 2011, ela é única que não concorrerá à reeleição por decisão do partido.

Para Abicalil, a atitude da senadora é resquício da decisão das prévias, quando ela perdeu o direito de buscar a reeleição. "Ela caminha com o partido. Esse ressentimento vai passar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.