No Parque Villa-Lobos, grito dos samurais

Alunos de kobudo (tradições samurais) encenaram ontem a chegada dos imigrantes no Parque Villa-Lobos. Distantes do público, escondidos pelo relevo do campo, era possível ver apenas as bandeiras que os atletas carregavam. Em seguida, um grito anunciou a partida e os alunos correram ao encontro da platéia - e dos aplausos. A peça lembrava o ano de 1908, quando o navio Kasato Maru chegou ao País e houve o primeiro grito do samurai. "Era uma forma de expressar o sentimento: ?aqui cheguei para vencer?", disse o sensei Jorge Kishikawa. A grande atração foi o yoroy, a armadura samurai, vista pela primeira vez a cavalo no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.