No Rio, Cabral arrecada quase 50 vezes mais que Gabeira

Candidato à reeleição, o peemedebista já obteve R$ 4,7 milhões, contra R$ 100 mil do adversário do PV

Alfredo Junqueira / RIO, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2010 | 00h00

O governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição no Rio, conseguiu arrecadar R$ 4,7 milhões no primeiro mês de campanha, quase 50 vezes mais do que o seu principal adversário, Fernando Gabeira (PV), que arrecadou apenas R$ 100 mil até agora.

A desproporção reflete a enorme vantagem de Cabral nas pesquisas de opinião até agora realizadas, que indicam possibilidade de vitória no primeiro turno.

N a primeira prestação de contas entregue ontem ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), Cabral informa que já gastou R$ 4 milhões apenas no primeiro mês de campanha. Ele conta com enorme estrutura para percorrer o Estado, dezenas de assessores, carros e helicóptero. Gabeira cumpre suas agendas em um jipe emprestado.

No Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT) arrecadou R$ 1,3 milhão, enquanto as doações para José Fogaça (PMDB) chegaram a R$ 639 mil e para Yeda Crusius (PSDB), a R$ 468 mil.

Na Bahia, o deputado José Carlos Aleluia (DEM), candidato a senador, já admite fazer alterações em sua campanha por causa da arrecadação obtida até agora. Dos R$ 6 milhões projetados inicialmente, ele conseguiu apenas R$ 90 mil.

No Paraná, alguns candidatos também enfrentam dificuldade. O PV não arrecadou o que tinha previsto até este momento, chegando a R$ 86,5 mil, e acumulando despesas de R$ 42,3 mil. "A campanha ainda não começou a movimentar", ponderou o tesoureiro do comitê financeiro, Inácio Kato. "Estamos correndo atrás de filiados e candidatos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.