No Rio, oito são presos acusados de pertencer a milícia

Entre os 31 mandados de prisão, cinco são de policiais militares que já estão detidos administrativamente

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

28 de maio de 2009 | 09h17

Pelo menos oito pessoas foram presas nesta quinta-feira, 28, entre elas dois advogados, durante uma operação da Polícia Civil do Rio, contra um grupo de milicianos que agem na cidade. Ao todo, os 200 policiais que fazem parte da operação cumprem 31 mandados de prisão em várias regiões da capital fluminense.

 

Veja também:

link MP denuncia 'Batman' por porte ilegal de armas

 

A operação é coordenada pelo delegado Rodrigo Oliveira, diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE). Dois dos 31 mandados foram encaminhados para a Corregedoria da Polícia Militar e outros cinco mandados são contra policiais militares que já estão detidos administrativamente no Batalhão Prisional da PM.

 

A operação esta sendo realizada, desde a madrugada desta quinta, em diversos bairros da zona oeste do Rio, entre eles Jacarepaguá, Anchieta e Piedade.

 

Participam da operação agentes da Polinter, Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), Delegacia de Repressão a Armas e Entorpecentes (DRAE), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), Delegacia de Homicídios (DH) e Delegacia de Homicídios da Zona Oeste (DH/OESTE), com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

Mais conteúdo sobre:
milíciasRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.