No Rio, Serra volta a prometer Ministério da Segurança

Presidenciável tucano comenta tiroteio ocorrido ontem na capital e diz que é preciso combater crime 'nas suas bases'

Patrícia Villalba / RIO, O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2010 | 00h00

O tiroteio entre policiais e criminosos que levou pânico à zona sul do Rio ontem serviu para o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, voltar a prometer a criação do Ministério da Segurança. Serra participou pela manhã de uma caminhada pelas ruas de Caxias, na Baixada Fluminense.

"A ousadia do crime organizado mostra o que eu tenho dito: o governo federal e o presidente da República precisam se jogar numa luta para combater o problema nas suas bases, no tráfico de drogas e no contrabando de armas." E defendeu a proposta de criar o Ministério da Segurança, "que vai reunir a inteligência para a organização das polícias".

Para o tucano, a violência "não é uma questão do Rio de Janeiro apenas", mas de todo o País. "É preciso atuar nas fronteiras. Com uma Copa do Mundo e uma Olimpíada se aproximando, o Brasil terá problemas se o governo federal não levar adiante uma ação precoce contra o crime organizado."

Pesquisa. Durante a caminhada, Serra não quis comentar o resultado da pesquisa do Datafolha divulgada ontem, que mostra sua rival do PT, Dilma Rousseff, com 17 pontos de vantagem e em condições de vencer no primeiro turno se as eleições fossem hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.