No RS, serviços suspensos e racionamento de água

A estiagem que já levou um terço das prefeituras do Rio Grande do Sul a decretar situação de emergência transformou a paisagem da região próxima à margem esquerda do Rio Uruguai, que separa o Estado de Santa Catarina, ao norte, e da Argentina, a oeste. Na maioria dos municípios mais prejudicados pela seca, a distribuição de água passou a ser feita por caminhões-pipa. Os açudes estão quase secos, o gado emagreceu e os agricultores perderam a maior parte das lavouras de feijão e milho.Já são 173 nos municípios em estado de emergência. Vinte e um municípios deles vão suspender serviços públicos na semana que vem, mantendo apenas recolhimento de lixo e atendimento à saúde, para poupar recursos. A previsão para os próximos dias é de tempo seco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.