No último dia das férias escolares, tráfego é tranqüilo nas rodovias de SP

O movimento nas principais rodovias que chegam a São Paulo estava tranqüilo por volta das 17h45 de ontem, último dia das férias escolares. Havia apenas alguns pontos de tráfego intenso, segundo informações das concessionárias e das Polícias Rodoviária Estadual e Federal.Entre as estradas que ligam a capital ao interior, apenas a Rodovia dos Bandeirantes registrava congestionamento. Os motoristas enfrentavam trânsito complicado na região de Jundiaí, entre os quilômetros 61 e 57, por causa do excesso de veículos. A melhor opção era utilizar a Rodovia Anhangüera.No sistema Castelo Branco-Raposo Tavares, o excesso de veículos deixava o tráfego intenso entre os quilômetros 57 e 52. No sentido contrário, em direção ao interior do Estado, o trânsito estava normal, assim como nos dois sentidos da Rodovia Raposo Tavares. Em Campos do Jordão, os turistas que retornavam da cidade encontravam tráfego intenso na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro.Entre as estradas que ligam a capital ao litoral, apenas a Via Dutra concentrava um quilômetro de congestionamento já na chegada a São Paulo. Segundo a NovaDutra, havia excesso de veículos, mas o fluxo seguia normalmente nas saídas das Rodovias Oswaldo Cruz e Carvalho Pinto, na região de Taubaté e de Guarulhos.No sistema Anchieta-Imigrantes, que liga São Paulo ao litoral sul do Estado, o tráfego estava intenso, mas sem pontos de paradas no trecho de serra das duas pistas da Rodovia dos Imigrantes, segundo a Ecovias. Os motoristas também contavam com a pista norte da Rodovia Anchieta para voltar do litoral.De acordo com o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), havia trânsito lento também na Rodovia Rio-Santos, na região da Riviera de São Lourenço e na subida da serra da Rodovia dos Tamoios, entre os quilômetros 32 e 18, mas sem pontos de parada.De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, nas demais rodovias, como a Fernão Dias e a Régis Bittencourt, os motoristas não encontraram pontos de lentidão.

Solange Spigliatti, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.