No Vale do Paraíba, 12 municípios sofreram 42 atentados

Na região do Vale do Paraíba - a 100 quilômetros da capital - doze municípios sofreram 42 atentados e dezesseis ônibus foram incendiados. Quatro agentes penitenciários tiveram suas casas metralhadas em Tremembé, Pindamonhangaba e Potim. "As balas passaram sobre as cabeças dos meus dois filhos que dormiam. Por pouco não houve uma tragédia. Vou sair daqui", disse o agente, apavorado. Dos 16 ônibus destruídos, oito foram incendiados em Jacareí, onde também uma granada das Forças Armadas foi lançada no fórum da cidade, mas não explodiu. Policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) de São Paulo destruíram a bomba e o prédio ficou fechado durante a manhã. Em Taubaté, além de duas delegacias metralhadas, duas revendas de carros foram alvos da violência. Em uma delas, cinco carros foram incendiados. Os donos assustados decidiram contratar seguranças. Em São José, os atentados também atingiram uma transportadora e no bairro Novo Horizonte um coletivo foi incendiado durante o dia, por volta das 16 horas, amedrontando motoristas e passageiros. No Litoral Norte, motorista, cobrador e um passageiro do transporte municipal de Ilhabela ficaram feridos em um ataque a um coletivo na noite de quarta, 12. Os bandidos tentaram render o ônibus e, sem conseguir, fizeram os disparos. As vítimas tiveram ferimentos leves e passam bem. Em São Sebastião, além de uma agência bancária e de um ônibus, os criminosos tentaram atear fogo no prédio da Câmara, tombado pelo patrimônio histórico nacional. Duas janelas foram incendiadas e o fogo só não se alastrou porque duas testemunhas correram para apagar o fogo. Até o momento, em toda região, nove pessoas foram presas acusadas de terem participado dos atentados. "Estamos com todo efetivo nas ruas, dando apoio aos ônibus e também monitorando a situação internados presídios, que por enquanto, estão em paz", informou o comandante da PM no Vale do Paraíba, Coronel Sérgio Teixeira Alves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.