No verão, macacões em alta

Passarelas da SPFW sugerem cores neutras, babados e sapatos no estilo gladiador

Renata Cafardo e Valéria França, O Estadao de S.Paulo

24 de junho de 2008 | 00h00

O verão será de macacão, vestidos amplos e sandálias pesadas, seguindo as passarelas da São Paulo Fashion Week (SPFW), que terminou ontem no Ibirapuera. Quem não gosta de babados é bom mudar de idéia, se quiser ficar na moda - eles vão aparecer de todos os jeitos e tamanhos. As cores mais vistas nos 48 desfiles desta edição eram neutras. A única exceção foi o azul turquesa. Confira o blog e a cobertura completa do SPFWEditora de moda da Revista Estilo e jurada do Estado nesta SPFW, Carla Raimondi diz ainda que as jaquetas sequinhas e curtas é que vão ajudar a esquentar no ventinho de fim de tarde. Bons exemplos estavam no desfile da Ellus, prateadas, e da Forum, douradas. "A mulher estará sexy, sem ser clichê. É o sexy aliado ao conforto, com peças amplas, que mostram um pouco do corpo", diz Suzana Barbosa, editora de moda da Elle. Ela ressalta os tecidos leves predominantes na edição de verão 2009, como linho e algodão. Além disso, muita seda e musselina. "Tops transparentes são importantes no guarda-roupa, mas é preciso usar sobreposições para esconder um pouco o corpo", completa Carla. Outra novidade é a influência dos anos 70. Isabela Capeto, Colcci, Rosa Chá e Cia Marítima mostraram saias longas, pantalonas e até camisetas tye-dye - aquela estampa que parece desbotada -, a exemplo de Gisele Bündchen, na Colcci. Já os biquínis da SPFW foram feitos para a praia chique, cheia de divas de maiôs de um ombro só. "O problema é que brasileira gosta mesmo é de biquíni pequeno, para se bronzear", diz a professora de moda da Faculdade Santa Marcelina Walquíria Carversan. Mas Água de Côco, Poko Pano e Movimento insistiram.Nos pés, o salto de madeira foi quase unânime, lembra a estudante de moda do Senac Teca Pasqua, outra jurada do Estado. As sandálias são fechadas, nada de mostrar muito o pé. A maioria dos desfiles montou seus looks com pés no estilo gladiador, ou seja, com tiras que sobem até o tornozelo. Cores neutras apareceram em biquínis e vestidos, passando pelos macacões, em Osklen e Maria Bonita. O azul turquesa marcou principalmente algumas maquiagens. Os desfiles preferidos do júri, que tiveram médias 9,7, foram Gloria Coelho, com vestidos amplos, e Alexandre Herchcovitch, com babados para todos os lados.Apesar das saias e vestidos sempre estarem em alta no verão, as calças nunca saem de cena. As retas, com bolso faca, continuam sendo boa escolha, principalmente para quem precisa estar com uma aparência mais arrumada. A calça de bolso cargo também fica. "Só que agora está mais afuniladas na barra, que subiu um pouco, como sugeriu a 2nd Floor", observa Carla. A cintura é bem democrática. "A brasileira tem um pouco de dificuldade em usar calça com cintura alta, mas a tendência continua", diz Walquiria. Vale lembrar que calça com cintura alta aumenta os quadris, ou seja, cai bem para as magras. Também surgiu na passarela a cintura baixa, como em Huis Clos, com passantes largos, pouco abaixo do umbigo, porém sem os exageros notados em temporadas anteriores. E os coletes, que já estavam na moda, ganharam força e variações. FIGURINHA CARIMBADAEntre as mulheres, a recordista de aparições foi Gracie Carvalho, de 17 anos, com 1,73 metro, de São José dos Campos - 33 desfiles. E ela já havia ganho esse título no Fashion Rio - com 35 desfiles. Entre os homens, destaque para Guilherme Mosmann, de 17 anos, 1,86 m e 12 exibições na SPFW.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.