Noite de Corpus Christi com 17 mortos e 4 feridos na Grande SP

Das 17h30 às 23h30 da noite de ontem, pelo menos 17 pessoas foram mortas na capital e Grande São Paulo; sendo que uma delas é um adolescente 15 anos. Outras duas crianças, que estavam ao lado do adolescente, foram baleadas. Na zona norte, mãe e filho foram esfaqueados e o agressor detido momentos depois. Em uma briga entre grupos rivais, outras três pessoas foram mortas em São Bernardo do Campo.Eram 20h de ontem quando Luiz Fernando Malafaia, 15, foi baleado no peito por um desconhecido que passou a pé e efetuou vários disparos, na Estrada do Morro D´água no Jardim Marabá, região do Parque do Carmo, zona leste da capital. O adolescente estava ao lado de duas colegas, uma delas identificada como Maria Raquel, de 12 anos, e outra de apenas 10. As meninas acabaram atingidas nas pernas e foram levadas, juntamente com Luiz, por policiais da 2.ª Companhia do 28.º Batalhão, para o Pronto-Socorro do Hospital Santa Marcelina, onde o adolescente acabou morrendo e as duas meninas passam bem. O atirador fugiu e o caso foi registrado no 53.º Distrito Policial. Acredita-se que o verdadeiro alvo do criminoso era mesmo Luiz, mas o motivo do homicídio ainda está sendo apurado.Por volta das 23h de ontem, uma discussão, no interior de uma pizzaria da Rua General Barreto de Menezes, em frente à Base Comunitária de Segurança da 1.ª Companhia do 6.º Batalhão, no Jardim Silvina, em São Bernardo, na Grande São Paulo, estendeu-se para fora do estabelecimento comercial. Como num cenário do velho oeste, os oponentes sacaram suas armas e teve início a troca de tiros. Um policial militar que atravessava a rua foi atingido de raspão em uma das mãos e acabou trocando tiros com um dos criminosos que resistiu ao ter voz de prisão anunciada. O bandido morreu baleado pelo policial; outros dois criminosos, feridos pelos rivais, também morreram, um deles no local e outro do Pronto-Socorro do Hospital Príncipe Humberto. O caso foi registrado no 1.º Distrito Policial da cidade.Em frente a um terreno baldio da Rua Tereza Ackel, no Parque São Miguel, em Guarulhos, na Grande São Paulo, foram encontrados carbonizados os corpos de Ovídio Pereira dos Santos, 28, e do ajudante-geral Ademir Aparecido Fernandes, 22. As duas vítimas estavam com ferimentos de tiros na cabeça, o que leva a polícia a trabalhar com a hipótese de que as vítimas foram baleadas em outro local e os corpos carbonizados em frente ao terreno. O duplo homicídio foi registrado às 19h30 no plantão noturno do 4.º Distrito Policial de Guarulhos. Ainda na noite de ontem, outros dois homicídios foram registrados na mesma cidade; um deles também também encaminhado ao 4.º DP e o outro, ao 7.º Distrito PolicialPraticamente no mesmo horário, por volta das 18h, duas pessoas foram assassinada na Rua Alba, em Vila Santa Catarina, numa distância de apenas dois quarteirões. Quando se preparava para entrar em um ônibus, na altura do nº 1.650 da Rua Alba, ao lado de um garoto de 13 anos, José Aluísio dos Anjos, de 24 anos, que já tinha passagens pela polícia por roubo e furto, foi atingido por seis tiros disparados por um desconhecido; levando com ele o garoto. A polícia acredita que o crime tenha sido motivado por uma briga familiar em torno da guarda do menor. O rapaz baleado morreu a caminho do Pronto-Socorro do Hospital Sabóia. Momentos depois, na altura do nº 2.000 da mesma rua, transeuntes encontraram o pedreiro José Antonio Cardoso, de 32 anos, morto com vários tiros. Segundo a polícia, não houve testemunhas para o crime. A vítima já tinha passagem por tráfico de drogas. Ambos os homicídios foram registrados no 35.º Distrito Policial, do Jabaquara.Por volta das 21h30, dentro de uma residência da Rua Pará de Minas, no Jardim Peri, zona norte, um rapaz foi preso após esfaquear a namorada e tentar matar também o filho dela. A jovem, ferida em várias partes do corpo, segue internada em estado grave no Pronto-Socorro de Pirituba. A criança, com ferimentos em apenas um dos braços, está fora de perigo. O caso foi registrado no 38.º Distrito Policial, de Vila Amália.Foram registrados também dois homicídios na região do Jardim Herculano, zona sul da capital, um duplo homicídio na Rua Zâmbia, no Parque Novo Santo Amaro, região do Capão Redondo, zona Sul,; outro assassinato no bairro de Parelheiros, extremo sul da capital; além de mais duas execuções, nos bairros do Jardim Robru e Cidade Ademar, zonas leste e sul respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.