Noite de tiroteios, vandalismo e explosão no RJ

A cidade do Rio de Janeiro viveu maisuma noite de intensos tiroteios e cenas de vandalismo. Uma granada foi jogada e explodiu em frente à entrada do Shopping Rio Sul, no bairro do Botafogo, no final da noite. Um ônibus foi incendiado na Rua General Roca, na Tijuca, zona norte. A suspeita é de que o ato tenha sido praticado por moradores do Morro do Salgueiro, a mando de traficantes do Comando Vermelho. Na Estrada Rio do Pau, na Pavuna, homens armados incendiaram por volta das 2h30 um ônibus da linha 669 (Méier-Pavuna), da viação Auto Diesel. Outro ônibus, da viação 1001, foi incendiado na Via Dutra, na altura de São João de Meriti. Mais cedo, um microônibus foi queimado na Rua Felipe Cardoso, em frente ao Shopping de Santa Cruz. No bairro de Manguinhos, também na zona norte, motoristas foram assaltados na Rua Leopoldo Bulhões, que foi controlada portraficantes da Favela Mandela. Próximo ao piscinão de Ramos, quadrilhas rivais trocaram tiros, colocando em risco a vida depessoas e motoristas que passavam pela Avenida Brasil. Tiroteios entre traficantes rivais do complexo de favelas da Maré fez com que a Linha Amarela, que liga a zona à zona oeste, ficasse fechada na pista sentido Ilha do Governador. O trânsito teve de ser desviado para a Avenida Brasil. Um feridofoi socorrido no Hospital Souza Aguiar. Traficantes do Morro do Adeus, em Bonsucesso, zona norte, atiraram contra carros das polícias Militar e Civil que passavam pela Linha Amarela. No Complexo do Alemão, outro confronto entretraficantes fez com que a Estrada do Itararé ficasse às escuras.Explosão - A polícia está à procura desde o início da madrugada desta quarta-feira de dois ocupantes de um táxi Verona acusados de lançar uma granada na entrada do Shopping Rio Sul,localizado no bairro do Botafogo, zona sul da capital fluminense. Com a explosão do artefato, de uso exclusivo das Forças Armadas, vidros foram perfurados e as janelas de uma van azul, pertencente a Marco Antonio Maia, foram estilhaçadas. Omotorista nada sofreu. Os dois criminosos teriam fugido na direção de Copacabana. Mais de 30 policiais do Batalhão de Botafogo reforçam o policiamento no local.Confrontos - Traficantes e policiais trocaram tiros na Favela Arará, em Benfica. Dois policiais foram baleados. O comandante do 22o Batalhão está à frente da operação na favela, onde traficantes atiram contra um helicóptero da polícia. Policiais do Batalhão de Benfica estiveram na Favela do Timbau, no Complexo da Maré, onde oito motoqueiros atacaram a tiros uma viatura. Há informações de que dois agentes penitenciários teriam sido baleados. As informações são da redação do jornal O Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.