Noite violenta em São Paulo; nove mortos

Nove pessoas foram mortas num período de 7 horas na noite de quarta-feira e início da madrugada de desta quinta-feira na capital paulista e na Grande São Paulo. Três suspeitos foram mortos pela Polícia Militar durante tiroteios na zona norte da capital e em Ribeirão Pires. Uma dona de casa foi baleada na cabeça em frente de sua residência na zona leste de São Paulo. Um agente penitenciário foi executado a tiros em Franco da Rocha. Foram registrados assassinatos também em Santo André, Itapevi e Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, entre as 18 hora às 21 horas; e na região de Perus, zona norte da capital, no início da madrugada desta quinta-feira.Morta na porta de casaÀs 21h30 de quarta-feira a dona de casa Tânia Maria Mascio, de 49 anos, foi morta na porta de sua residência, na altura do nº 196 da Rua Diogo de Souza, em Cidade Líder, zona leste da capital, O crime ocorreu quando ela abria o portão da garagem para que o marido estacionasse o carro. Segundo Wagner Monteiro, marido de Tânia, ele ligou para a esposa minutos antes de chegar à rua onde moram para informá-la que já estava perto e que ela poderia ir até o portão para deixá-lo aberto. No momento em que Wagner entrava na garagem, Tânia estava ao lado do portão, atrás do carro. Foi quando o marido ouviu um disparo e viu um rapaz mulato, de capuz, fugindo com uma arma em punho. A mulher estava caída e ferida na cabeça. Mesmo encaminhada ao Pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, Tânia não resistiu. Ainda não se sabe se o bandido anunciou o assalto e se assustou com algum gesto da vítima, ou se foi uma execução. O homicídio foi registrado no 65º Distrito Policial, de Artur Alvim, pelo delegado Élvio Roberto Bolzani.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.