Noite violenta na Grande São Paulo: treze mortes em 7 horas

Entre às 20h de ontem e o início desta madrugada de quinta-feira, ocorreram pelo menos treze assassinatos na Grande São Paulo. Em um dos casos, de latrocínio, uma pessoa foi morta dentro de um bar. Segundo a polícia, antes de fugir com R$ 50 retirados do caixa de um bar da Travessa Arroio de São Gonçalo, no Parque Residencial Cocaia, na zona Sul da capital paulista, três bandidos atiraram contra as costas do porteiro Sidnei Xavier dos Santos, de 25 anos, cliente do estabelecimento, que morreu a caminho do Pronto-Socorro do Grajaú.Segundo o dono do bar, Júlio Oliveira Rocha, de 42 anos, que registrou a ocorrência no 101º Distrito Policial, do Jardim Herculano, por volta das 21h30 de ontem, o trio, ao entrar no estabelecimento, ordenou que todos virassem de costas e ficassem junto à parede. Sem esboçar reação alguma, o porteiro foi atingido por um disparo no momento em que os criminosos deixavam o bar. Ninguém foi preso até o momento.Adolescente morto na Vila São JoséNa mesma região, na Rua Gustavo Adolfo Bideiro, em Vila São José, o menor Ederson Castro Ramalhodos Santos, de 17 anos, foi executado, por volta das 2h desta madrugada, com tiros na cabeça, costas e braços. A equipe E-sul do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) irá investigar o caso, que também foi registrado na Delegacia do Jardim Herculano, pelo mesmo delegado.Duplo homicídio no Capão RedondoPor volta das 20h de ontem, Jussara VieiraPiteira, de 33 anos, e um homem branco, de aproximadamente 25 anos, usando bermuda marrom, camiseta bege e calçando chinelos, foram mortos com vários tiros na Rua Diamante Verde, no Jardim Paranapanema, região do Capão Redondo, zona Sul da capital. O que teria motivado o duplo assassinato ainda é um mistério para o delegado Antonio Corsi Sobrinho, do 47º Distrito Policial.Discussão de casal termina em tragédiaNa noite de ontem, armado com um revólver calibre 38, após discutir com sua esposa, na qual costumava bater, o dono de uma casa da Favela do Jardim Nazaré, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, atirou três vezes contra a própria mulher, na frente do filho, mas acabou preso minutos depois de se refugiar em ummatagal ao lado e encaminhado ao 3º Distrito Policial de São Bernardo.Mais mortesForam registrados mais oito homicídios entre o meio da noite de ontem e o início desta madrugada. Os crimes ocorreram nos bairros de Vila Joaniza, Parque Santo Antonio e outro no Capão Redondo (zona Sul da capital); na Penha (zona Leste), onde um rapaz foi encontradopróximo à linha ferroviária da CPTM; e também nos municípios de Cotia, Itapevi e Santo André - onde foi registrado um duplo assassinato.

Agencia Estado,

29 de abril de 2004 | 06h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.