Norma mais rígida reduz nº de mortes nos EUA

Duas políticas federais para dificultar a compra de bebidas alcoólicas por jovens reduziram significativamente as mortes causadas por motoristas embriagados, segundo revela um novo estudo. As políticas - que proíbem a compra ou posse de álcool por menores de 21 anos e tornam ilegal o uso de identidade falsa para comprar bebidas alcoólicas - estão em vigor em todos os 50 Estados desde pelo menos 1988, quando o Congresso condicionou a liberação de verbas para rodovias federais a sua adoção pelos Estados.Em relatório publicado na edição de julho da revista especializada Accident Analysis and Prevention (Análise e Prevenção de Acidentes), os cientistas calculam que as leis sobre posse e compra reduziram em cerca de 11% a relação entre os motoristas que bebem e os que não bebem envolvidos em acidentes fatais. Leis que regulamentam a apreensão automática da carteira de motorista pelo uso de identidade falsa resultaram numa queda de 7%."Elevar a idade para o consumo de bebidas alcoólicas a 21 anos salva vidas", disse James C. Fell, do Instituto de de Pesquisas Pacific, principal autor do estudo. "Embora cada Estado considere ilegal a posse de uma identidade falsa, eles, de fato, deveriam considerar seriamente alguma sanção sobre a carteira de motorista do infrator. Isso fez uma grande diferença em nossa análise", afirmou Fell.Os autores reconhecem que o estudo dimensionou só a presença ou ausência de leis e não o efeito de uma aplicação mais frouxa ou mais vigorosa. Mas acrescentam que o efeito das leis independe de outros fatores, incluindo melhorias da segurança dos automóveis e a redução de 0,10 para 0,08 decigrama do nível de álcool permitido no sangue de motoristas. LÁ E CÁ0,08 dg é o índice de álcool permitido no sangue de motoristas nos EUA0,09 é o índice de álcool permitido a motoristas no Brasil, em miligramas21 anos é a idade mínima liberada em lei federal nos EUA para a compra ou posse de bebidas alcoólicas55% de redução no atendimento público em São Paulo foi observado desde o início da lei seca

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.