Norte teve maior índice de mortes violentas em 2008, diz IBGE

De todos os óbitos no Brasil, 14,7% foram provocadas pela violência contra homens e 3,81% contra mulheres

Jacqueline Farid, Agência Estado

25 Novembro 2009 | 10h47

O índice de mortes violentos (homicídios, suicídios e acidentes de trânsito) no País atingiu, em 2008, 14,7% dos registros de óbitos no caso dos homens e 3,81% no das mulheres, segundo a pesquisa de Registro Civil divulgada na manhã desta quarta-feira, 25, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Veja também:

linkTaxa de divórcios supera a de separações, aponta o IBGE 

linkCresce o número de registros de nascimentos no País, diz IBGE 

 

As maiores proporções de óbitos violentos foram observadas na região Norte do Brasil, de 18,3% para homens e 5,65% para mulheres. Os Estados com as maiores proporções de óbitos violentos em 2008, por sexo, foram Amapá (23,7%) no caso dos homens e Rondônia (8,4%) no das mulheres.

 

Segundo a pesquisa, as maiores vítimas de óbitos violentos registrados em 2008 continuaram sendo os jovens de 15 a 24 anos do sexo masculino, cujos óbitos violentos representaram 67,5% do total de óbitos dos homens nessa faixa etária. Ou seja, das 35 mil mortes de homens de 15 a 24 anos registradas no País em 2008, 24 mil (67,5%, ou duas de cada três) ocorreram por causas externas como homicídios, acidentes de trânsito e suicídios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.