Nos EUA, assessor busca inspiração para memorial

Assessores de Luiz Inácio Lula da Silva continuam estudando maneiras de organizar o futuro Memorial da Democracia, que abrigará o acervo do ex-presidente. Nos próximos dias, Paulo Okamoto, velho companheiro de Lula, hoje abrigado no Instituto da Cidadania, visitará Washington - a meca americana de museus históricos e de memoriais políticos. Em São Paulo, os assessores já visitaram o Instituto Fernando Henrique Cardoso e o Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu.

Roldão Arruda, O Estado de S.Paulo

17 Setembro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.