Dida Sampaio/AE
Dida Sampaio/AE

'Nossa homenagem a estes brasileirinhos', diz Dilma emocionada

Presidente decretou luto de três dias por atentado em Realengo; ministro da Justiça vai contatar autoridaes do Rio

Eduardo Bresciani e Luci Ribeiro, O Estado de S. Paulo

07 Abril 2011 | 11h40

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff se emocionou durante solenidade comemorativa de um milhão de empreendedores inscritos no Programa Microempreendedor Individual, no Palácio do Planalto. Ao discursar para os presentes, Dilma destacou que hoje seria um dia de muita comemoração pelo fato de o País estar avançando no sentido da formalidade dos negócios, mas disse que não faria esse discurso porque "Hoje temos que lamentar o fato que ocorreu em Realengo". A presidente decretou luto de três dias por causa do atentado.

 

Veja também:

linkCarta do atirador mostra premeditação

linkAtaque ganha destaque internacional

mais imagens Imagens do local do atentado

som Nos EUA, sociedade tem muita prevenção

som Ouça a cobertura na Estadão ESPN

especialViolência e tragédia nas escolas

 

Ao se referir à tragédia que aconteceu em uma escola no Rio de Janeiro, Dilma disse que "Não é característica do País ocorrer esse tipo de crime. Considero que todos nós aqui presentes estamos unidos em repúdio ao ato violento, sobretudo cometido contra pessoas indefesas", disse a presidente, com a voz embargada.

 

Em seguida, ela encerrou seu pronunciamento cumprimentando os empreendedores individuais, mas homenageando as vítimas da tragédia no Rio, e pedindo um minuto de silêncio. Ela quase chorou ao dizer: "Nossa homenagem a estes brasileirinhos que foram retirados tão cedo da vida". Após o minuto de silêncio, ela declarou encerrada a solenidade, que durou apenas cerca de 15 minutos.

 

A assessoria do Palácio do Planalto informou que Dilma avalia a possibilidade de viajar ao Rio de Janeiro. De acordo com o porta-voz da presidência, Rodrigo Baina, ela determinou que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, entre em contato com as autoridades locais para tomar as providências necessárias. Pelo menos 12 crianças morreram e outras 12 pessoas ficaram feridas após um homem efetuar diversos disparos dentro de uma escola em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira, 7

 

A solenidade, que reuniu centenas de pessoas, foi realizada para comemorar a marca de 1 milhão de trabalhadores formalizados pelo Programa do Empreendedor Individual. Criado por Lei Complementar em julho de 2009, o programa tem como objetivo inserir na economia formal o cidadão que trabalha por conta própria no comércio, na indústria e na prestação de serviço. Para aderir ao programa, esses trabalhadores devem ter rendimento bruto anual de até R$ 36 mil, não ter sócio ou ser dono de qualquer outra empresa. Pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. A marca superior a 1 milhão de formalizados foi atingida no dia 17 de março de 2011, quando a Receita Federal do Brasil registrou 1.004.764 adesões. A meta é chegar a 1 milhão e 500 mil empreendedores até o final de 2011.

 

(Colaborou Lisandra Paraguassu)

 

Notícia atualizada às 13h51 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.