Notas

Santos (SP)

, O Estadao de S.Paulo

15 de setembro de 2009 | 00h00

Adolescente mantém três reféns em creche

Três pessoas foram mantidas reféns por mais de seis horas, ontem, em uma creche em Santos. Um adolescente de 17 anos invadiu o local com uma faca, às 9h30, inconformado com o fim do namoro de 4 meses com a cozinheira Marília Santos, de 47. O jovem se rendeu às 16h10, libertando as vítimas. Além de Marília, manteve como reféns outros dois funcionários da creche. Uma menina de 12 anos foi libertada nas primeiras negociações.

COARI (AM)

Ex-prefeito é preso por exploração sexual

O ex-prefeito de Coari (AM) Adail Pinheiro foi preso ontem pela Polícia Federal em Manaus. Ele foi denunciado pelo Ministério Público do Amazonas por exploração sexual infanto-juvenil e favorecimento à prostituição. O subprocurador-geral de Justiça do Ministério Público do Amazonas, Edilson Queiroz Martins, disse que o ex-prefeito não estaria colaborando com a Justiça. A defesa negou e afirmou que pedirá habeas corpus.

CAMPINAS (SP)

Furto faz IBGE perder 8 meses de trabalho

A sede do IBGE em Campinas foi invadida na madrugada de domingo e ao menos 60 palm tops, um laptop, um monitor, quatro computadores, um modem e um pen drive foram furtados. Segundo a chefe da agência, Lindomar Rodrigues, os dados armazenados nas máquinas roubadas equivalem a oito meses de trabalho perdidos. O IBGE tinha nos arquivos o planejamento e os dados organizacionais para o Censo de 2010 em Campinas.

RIO

Proibição de funk provoca protesto

A proibição do funk pela direção do Colégio Pedro II, um dos mais tradicionais do País, provocou protestos no centro do Rio. Após vetar o ritmo nos alto-falantes na hora do recreio e nas festas, a direção da escola recuou e prometeu ontem que pedirá autorização aos pais. Duas semanas atrás a Assembleia Legislativa aprovou lei que reconhece o funk como movimento cultural. Em outubro, o Palácio Guanabara realizará uma "roda de funk".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.