Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Notícias do dia: ataque na Nova Zelândia, eleição na Alesp, leilão de aeroportos, suspeito em Suzano

Copa do Mundo de 48 seleções, Mundial de Clubes de 24 times e suspensão de acordo da Lava Jato com a Petrobrás também foram destaques desta sexta-feira, 15

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2019 | 20h26

SÃO PAULO - No maior massacre da história da Nova Zelândia, 49 pessoas foram mortas em duas mesquitas da cidade de Christchurch nesta sexta-feira, 15. No Brasil, o adolescente suspeito de  ter participado do ataque a uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, foi ouvido pelo Ministério Público e liberado. Na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), o deputado Cauê Macris (PSDB) foi reeleito presidente da Casa. Na área de economia, o governo finalizou o leilão de 12 aeroportos. Já no mundo dos esportes, a Fifa anunciou novidades para os próximos anos.

Quer saber os fatos mais importantes do dia? Confira abaixo as principais notícias desta sexta:

Ataques na Nova Zelândia contra duas mesquitas matam 49 pessoas

Ao menos 49 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas durante ataques a duas mesquitas na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, no pior massacre a tiros da história do país, condenado pela primeira-ministra Jacinda Ardern como terrorismo. Parte das ações foi transmitida ao vivo em uma rede social por um homem que escreveu na internet um manifesto de 74 páginas contra muçulmanos e imigrantes.

Suspeito de participar de ataque em escola de Suzano é ouvido e liberado

O adolescente de 17 anos apontado pela polícia como suspeito de participação no ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, foi ouvido pelo Ministério Público e liberado. Ele se apresentou no Fórum de Suzano. O Ministério Público não acatou o pedido feito pela polícia.

Grupos estrangeiros pagam ágio elevado e dominam leilão de aeroportos

A arrecadação total do governo com o leilão para a concessão de 12 aeroportos somou R$ 2,377 bilhões. Desse total, R$ 2,158 bilhões correspondem ao ágio ofertado pelos proponentes vencedores. O ágio médio foi de 986%, informaram representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Três diferentes grupos venceram os três blocos de aeroportos ofertados.

Cauê Macris derrota Janaína e é reeleito presidente da Assembleia Legislativa

Em sessão marcada por bate-boca entre aliados da deputada Janaína Paschoal (PSL) e do presidente Cauê Macris (PSDB), o tucano foi reeleito para comandar a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) por mais dois anos. Com apoio de 21 partidos, incluindo PT e PSB, Macris obteve 70 votos, contra 16 de Janaína. Daniel José (Novo) e Mônica Seixas (PSOL) tiveram 4 votos cada um. 

Moraes suspende acordo da Lava Jato com a Petrobrás

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a homologação do acordo firmado entre os procuradores da força-tarefa da Lava Jato (Ministério Público Federal) em Curitiba e a Petrobrás, que previa a criação de uma fundação para gerir recursos oriundos de multa de R$ 2,5 bilhões paga pela estatal em ação nos Estados Unidos. O ministro atendeu a um pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Coaf aponta depósito de R$ 100 mil na conta de preso no caso Marielle

A Justiça decretou o bloqueio de bens do PM reformado Ronnie Lessa e do ex-PM Élcio Queiroz, acusados da execução da vereadora Marielle Franco (PSOL). O pedido foi feito pelo Ministério Público depois que um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou um depósito de R$ 100 mil na conta de Lessa em outubro do ano passado, sete meses depois do crime.

Bolsonaro chama Vélez para reunião no Planalto; ministro pode ser demitido    

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, já foi ao Palácio do Planalto. Informações obtidas pelo blog da repórter do Estado Renata Cafardo dão conta de que ele deve ser afastado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Embaixadora do Brasil na ONU e Jean Wyllys batem boca durante reunião em Genebra

A embaixadora do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), Maria Nazareth Farani Azevedo, e o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) protagonizaram um bate-boca durante um debate promovido pela ONU em Genebra, na Suíça. Maria Nazareth interrompeu o evento, que tinha Wyllys entre os convidados, para ler um discurso em que defende o governo Jair Bolsonaro. O jornalista Jamil Chade, do portal UOL, filmou parte da discussão e publicou uma nota sobre o caso em seu blog.

Conselho da Fifa aprova Copa do Mundo de 2022 com 48 seleções

O Conselho da Fifa aprovou o plano de ampliar a Copa do Mundo de 2022 para 48 seleções. Em Miami, o presidente Gianni Infantino anunciou que a entidade deve trabalhar ao lado do Catar para explorar a possibilidade de expandir o torneio, disputado atualmente por 32 equipes.

Fifa ignora oposição e aprova Mundial de Clubes com 24 times a partir de 2021

O Conselho da Fifa ignorou a forte oposição europeia e aprovou um novo formato para o Mundial de Clubes a partir de 2021. Após o encontro dos dirigentes da entidade em Miami, o presidente Gianni Infantino explicou que o torneio com 24 equipes será testado na edição a ser realizada daqui a dois anos.

Newsletter

Para ficar bem informado, assine as newsletters do Estado e receba os destaques do noticiário por e-mail.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.