Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Notícias do dia: mortes após chuvas, informações falsas divulgadas por Bolsonaro, Procon e Gol

Concessão de monotrilho, motim interno no MEC e decisão de Raquel Dodge sobre a relação entre Gilmar e Aloysio também foram destaques desta segunda-feira, 11

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2019 | 20h15

SÃO PAULO - O temporal que atingiu a região metropolitana de São Paulo entre a noite deste domingo, 10, e segunda-feira, 11, provocou mortes e transtornos. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) atacou uma jornalista do Estado com informações falsas divulgadas por um site. O próprio portal admitiu que o conteúdo não é verídico. Na área da aviação, o Procon-SP sugeriu que a Gol suspenda as operações de um modelo de aeronave e a Azul manifestou interesse em comprar ativos da Avianca Brasil. O consórcio formado pela CCR e pelo Grupo Ruas foi o único interessado na concessão da Linha 15-Prata do monotrilho.

Fortes chuvas causam 12 mortes na Grande São Paulo

As fortes chuvas que atingiram a cidade de São Paulo e o Grande ABC na noite de domingo e na madrugada desta segunda causaram diversos transtornos. Por volta das 16h50, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou 12 mortes em decorrência do temporal. Além dos mortos, há seis feridos.

Site francês que originou ataques contra repórter do 'Estado' diz que informações são falsas

O próprio site francês Mediapart, onde foram publicadas declarações distorcidas da repórter do Estado Constança Rezende, desmentiu, em português, as acusações repercutidas pelo site Terça Livre e pelo presidente Jair Bolsonaro. No Twitter, o portal francês disse se solidarizar com a jornalista.

Fernanda Salles, que assina fake news sobre repórter do 'Estado', assessora deputado do PSL

Fernanda Salles Andrade, que assina texto com informações falsas sobre uma jornalista do Estado no site Terça Livre, ocupa cargo no gabinete do deputado estadual Bruno Engler (PSL), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O site reúne ativistas conservadores e simpatizantes ao governo Jair Bolsonaro.

Procon-SP recomenda à Gol suspensão imediata de operação do Boeing 737 MAX 8

A Fundação Procon-SP recomendou que a Gol suspenda de imediato a operação das aeronaves da Boeing modelo 737 MAX 8. Em nota, a decisão é atribuída a acidentes de perfil semelhante em curto espaço de tempo. "O objetivo da ação é prevenir que ocorram futuros acidentes colocando em risco a vida dos usuários do transporte aéreo", afirma o Procon-SP.

Azul assina acordo de US$  105 mi para comprar ativos da Avianca Brasil

A companhia aérea Azul informou que assinou uma proposta no valor de US$ 105 milhões (aproximadamente R$ 404 milhões) para a compra da Avianca Brasil por meio de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI). O acordo é não-vinculante, como destaca a Azul em fato relevante, o que significa que a empresa pode desistir da compra sem penalidades.

Grupo CCR leva concessão da Linha 15-Prata do monotrilho

O consórcio Viamobilidade, formado pela CCR e pelo Grupo Ruas, na proporção de 80% e 20%, respectivamente, foi o único interessado na concessão da Linha 15-Prata do monotrilho. O grupo fez uma proposta 0,59% acima do valor mínimo de outorga e ofereceu R$ 160 milhões. O governador João Doria (PSDB) minimizou o baixo número de interessados no leilão da linha. 

Raquel pede revogação de habeas a doleiro do esquema de US$ 1,6 bi

A procuradora-geral, Raquel Dodge, enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que se manifesta contra a decisão do ministro Gilmar Mendes que substituiu a prisão preventiva do doleiro Richard Andrew de Mol Van Otterloo por medidas cautelares diversas. Preso no âmbito da Operação Câmbio, Desligo! - esquema que revelou a participação de doleiros na remessa de recursos supostamente desviados dos cofres públicos do governo do Rio para o exterior -, Otterloo, conhecido como "Xou", teve habeas corpus concedido em fevereiro mesmo estando foragido. No entanto, segundo a PGR, "todos os requisitos legais necessários para a autorização e manutenção da prisão preventiva foram preenchidos nesse caso".

Indicado para presidir CCJ, Francischini faz defesa tímida da reforma da Previdência nas redes

Confirmado pela líder do governo na Câmara, Joice Hasselmann (PSL-SP), como indicado para presidir a Comissão de Constituição e Justiça, o deputado federal Felipe Francischini (PSL-PR) até agora não se mostra engajado na defesa da PEC da reforma da Previdência defendida pelo governo. Filho do ex-deputado Delegado Francischini, um dos líderes da campanha de Jair Bolsonaro à Presidência, o parlamentar de 27 anos terá um papel relevante na tramitação da proposta, uma vez que comandará a mais importante comissão da Casa. 

MEC tem motim interno para derrubar ministro

Há um motim dentro do próprio Ministério da Educação (MEC) para enfraquecer e derrubar o ministro Ricardo Vélez Rodríguez. Funcionários ligados ao filósofo Olavo do Carvalho passaram a ventilar nomes de possíveis substitutos alinhados ideologicamente a eles. O movimento exarceba a rivalidade entre os três grupos presentes na pasta: ideólogos, militares e técnicos.

Raquel vê 'ousadia' de Aloysio, mas não 'amizade íntima' entre ex-senador e Gilmar

A procuradora-geral, Raquel Dodge, determinou o arquivamento da representação da força-tarefa da Operação Lava Jato pela suspeição do ministro Gilmar Mendes para relatar casos envolvendo o ex-ministro Aloysio Nunes (PSDB). Para a chefe do Ministério Público Federal, Aloysio demonstrou "ousadia" ao supostamente "tentar interceder em favor" do ex-diretor da Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) Paulo Vieira de Souza junto ao magistrado da Suprema Corte. No entanto, Raquel não vê provada "amizade íntima" entre Gilmar e o tucano.

Newsletter

Para ficar bem informado, assine as newsletters do Estado e receba os destaques do noticiário por e-mail.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.