André Dusek/ Estadão
André Dusek/ Estadão

Notícias do dia: pacote de reformas, prisão de Dilma negada e a final da Libertadores

Redução de multa do FGTS, acusados de matar Marielle, semiaberto de Nardoni, defesa da prisão em 2ª instância, novo técnico do Corinthians e a final da Libertadores também foram assuntos desta terça-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2019 | 19h41

O governo entregou ao Congresso Nacional um pacote de reformas para mudar a gestão das contas públicas. Entre as medidas, está o fim de municípios com até 5 mil habitantes e a proibição de novos concursos públicos. Com a PEC emergencial, o salário mínimo ficará dois anos sem reajuste acima da inflação. O governo deve lançar ainda um modelo de contratação com uma multa do FGTS menor. E o ministro Edson Fachin negou o pedido da PF de prender a ex-presidente Dilma Roussef e outros políticos investigados na “compra e venda” de apoio nas eleições de 2014. 

Leia também sobre o depoimento dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco, a concessão do semiaberto para Alexandre Nardoni, a carta de senadores defendendo a manutenção da prisão em 2ª instância, o novo técnico do Corinthians e a escolha da cidade para a final da Libertadores.  

Quer saber os fatos mais importantes do dia? Confira abaixo:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.