Nova ação contra turismo sexual em Natal prende 78

Na madrugada desta quinta-feira, 6, mais de 200 policiais militares, civis e bombeiros do Rio Grande do Norte voltaram às ruas de Ponta Negra para coibir a prática do turismo sexual na praia mais badalada de Natal. Eles fizeram 323 abordagens de estrangeiros, a maioria, portugueses, italianos e espanhóis. Deste total, 78 foram levados para a Superintendência da Polícia Federal, na zona oeste da capital.O grupo estava sem documentos ou com passaporte vencido. Depois da triagem que verificou a situação de permanência deles no território brasileiro, os europeus foram liberados.Dez crianças e adolescentes foram retirados da praia e conduzidos a três abrigos da prefeitura. Desta vez, o foco não se restringiu aos turistas. Desde o dia 30 de março, a Secretaria da Segurança Pública e a Polícia Federal realizaram cerca de 550 abordagens de estrangeiros em Ponta Negra e 44 crianças e adolescentes em situação de risco ou de exploração sexual foram retiradas das ruas. De lá para cá, tem caído a incidência de cenas de aliciamento de menores e de prostituição na praia. As autoridades prometem intensificar cada vez mais as operações, que têm acompanhamento do Ministério Público Estadual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.