Nova economia altera perfil do emprego em SP

A dinâmica de alguns setores da nova economia está alterando o tipo de emprego na cidade de São Paulo. A informação é do secretário municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade, Márcio Pochmann. Ele destaca que, com a expansão de algumas áreas como a de turismo e o crescimento do sistema financeiro na capital paulista, com destaque para o fortalecimento da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), novos tipos de ocupação estão ocorrendo na capital paulista.Ele comenta que a perda de milhares de postos de trabalho no município em função da saída de indústrias da cidade fez com que, por exemplo, houvesse diminuição de vagas para operários. Em contrapartida, destaca, houve expansão da chamada indústria do lazer e do entretenimento, o que fez com que novos tipos de emprego surgissem na cidade. ?A troca nos tipos de ocupação está ocorrendo em São Paulo e a tendência é de que ela continue, já que a cidade vem se consolidando como um centro de serviços?, diz Pochmann. Ele pondera que o aparecimento de novos tipos de ocupação como, por exemplo, vagas para personal trainner, não compensa as perdas registradas com a evasão de algumas indústrias. ?Quantitativamente não foi uma boa troca?, observa.O secretário diz que as trocas do tipo de ocupação ocorrem porque ao se tornar uma cidade menos industrial o município vem recebendo pessoas de poder aquisitivo elevado. ?Uma pessoa da área financeira vem para cá, ganha mais que um operário, por exemplo, e pode contratar um personal trainner, uma cozinheira, um jardineiro. Está havendo crescimento de vagas nessas áreas.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.