Nova Friburgo (RJ) fica em estado de alerta máximo por causa das chuvas

Moradores de 40 áreas de risco foram orientados a se proteger em abrigos da Prefeitura

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo

13 Novembro 2012 | 14h59

SÃO PAULO - A cidade de Nova Friburgo, na região Serrana do Rio de Janeiro, voltou a sofrer com as chuvas e teve o alerta máximo decretado pela Defesa Civil às 9h36 desta terça-feira, 13. Sirenes instaladas no município emitem um sinal para que os moradores das 40 áreas de risco mapeadas na região - sendo 90 encostas - se encaminhem com urgência para um dos 36 pontos de apoio protegidos de deslizamentos e enchentes.

De acordo com o Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inea), o índice pluviométrico na cidade é de 55 milímetros por hora, correspondente a chuvas fortes. O órgão emitiu alerta máximo para o transbordamento dos rios Bengalas, Grande e do Córrego D´Antas.

A Defesa Civil informou em seu último boletim que não há registro de vítimas até o momento, embora alguns deslizamentos tenham sido verificados: no loteamento Três Irmãos, uma pedra rolou e atingiu uma casa, desocupada; na Granja do Céu, ocorreu um deslizamento de pequeno porte.

Os moradores de Nova Friburgo podem obter informações sobre a localização dos pontos de apoio por meio do telefone da Defesa Civil (199) ou pelo site http://www.pmnf.rj.gov.br/defesa-civil/.

Transbordamento. Segundo o Inea, a cidade de Bom Jardim, também na região Serrana, tem dois rios com risco máximo de transbordamento: Ribeirão São José e Grande.  O mesmo acontece com o município de Macaé, ao norte da capital, onde os rios Macaé e São Pedro estão em situação crítica.

Mais conteúdo sobre:
Nova Friburgo chuvas rio de janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.