Novo estilo segue a linha tolerância zero

Com evidentes diferenças em relação ao ex-presidente Lula, a presidente Dilma Rousseff iniciou sua primeira reunião de trabalho com governadores do Nordeste no melhor estilo "tolerância zero" com assessores e aliados.

Julia Duailibi, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2011 | 00h00

"Achamos que há que dar suporte e fazer que se reproduzam experiências de sucesso, como é o caso das confecções de Ibotirama, não é, Eduardo (Campos, governador de Pernambuco)? Foi logo corrigida. "É Toquitama? Vocês vejam o que é uma ótima assessoria. E eles acharam esse Ibotirama, sabe onde? Na internet", disse Dilma.

Na reunião fechada com os governadores, a presidente também causou constrangimento ao comentar um projeto de investimentos de R$ 12 bilhões proposto pelo governador do Ceará, Cid Gomes (PSB). "A chance desse projeto sair do papel é zero", teria dito Dilma. Com o conterrâneo Antonio Anastasia (PSDB-MG), ela conversou alguns minutos. "Vou ligar para o Aécio (Neves, ex-governador) para reclamar", brincou o anfitrião Marcelo Déda (PT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.