Novo golpe: senha bancária em troca da devolução da CPMF

O número de golpes aplicado por estelionatários usando os meios eletrônicos tem aumentado. São cada vez mais freqüente em São Paulo, por exemplo, os casos de falsa devolução da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).Os criminosos telefonam para as pessoas dizendo que são funcionários de bancos e comunicam que o governo autorizou a devolução de 30% a 40% do imposto cobrado nos últimos anos.Os estelionatários pedem a confirmação do número da conta e da senha para o depósito. ?E muita gente só percebe que caiu no conto quando verifica o extrato e dá pela falta do dinheiro?, diz o delegado João Renato Weselowski, do Deic.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.