Novo pedágio na Castelo começa na 2ª

A Comissão de Concessões do governo do Estado de São Paulo autorizou a Viaoeste, concessionária do sistema Castelo Branco-Raposo Tavares, a iniciar a cobrança de pedágio na marginal da Castelo, sentido capital, a partir de segunda-feira. O valor da tarifa será de R$ 3,50 para veículos de passeio e utilitários. Caminhões e ônibus pagarão R$ 3,50 por eixo. O governador licenciado Mário Covas (PSDB) compareceu à abertura da pista no dia 25 de janeiro e foi recebido com vaias e cartazes do tipo "Pedágio a R$ 7,00 tira o sono". Em resposta, ele disse que na marginal "quem não quiser pagar não paga", referindo-se à alternativa de desvio do pedágio. A alternativa sugerida pela Viaoeste para quem sai de Alphaville pela Alameda Rio Negro, com acesso à Castelo e seguindo no sentido interior, até a rotatória de Barueri, aumenta a distância da viagem para a capital em 2,5 quilômetros. A reportagem da Agência Estado percorreu esse trecho no dia seguinte à inauguração e constatou que a distância percorrida chega a 16 quilômetros. A marginal no sentido interior deve ser entregue em março ou abril, e até maio deve começar a cobrança nessa direção. Com isso o motorista que optar pela marginal para uma viagem de ida e volta pagará R$ 7,00. Em condições de tráfego normal, com trânsito fluindo bem, o motorista gasta 13 minutos no trajeto, a uma velocidade média de 90 quilômetros por hora. Pela nova marginal, partindo do mesmo ponto da Alameda Rio Negro, no trevo de Alphaville, a distância cai para 11 quilômetros e pode ser percorrida em 6 minutos. Os motoristas e moradores ainda temem problemas no trânsito da região, por causa da cobrança do pedágio. Eles consideram que, dependendo da quantidade de pessoas que fugirem das praças de cobrança, a rotatória de Barueri pode acabar congestionada, com reflexos na Castelo até o Cebolão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.