Novo prefeito interino assume cargo em Teresópolis, na região serrana do Rio

Vice-prefeito morreu no sábado, após dois dias no cargo; presidente da Câmara assumiu

Solange Spigliatti, estadão.com.br

08 Agosto 2011 | 12h39

SÃO PAULO - O novo prefeito interino de Teresópolis, na região serrana do Rio, assumiu o cargo na tarde de domingo, após a morte de Roberto Pinto (PR), que morreu no sábado após um enfarte. Pinto ficou no poder apenas dois dias.

 

Arlei de Oliveira Rosa, de 35 anos, presidente da Câmara Municipal de Teresópolis, tomou posse às 17h30 de domingo. Ele decretou luto oficial de três dias e ponto facultativo nas repartições da Prefeitura nesta segunda-feira. Segundo a assessoria da Prefeitura, já nesta segunda-feira o novo prefeito deve anunciar a substituição de alguns secretários.

 

Morte. O velório de Roberto Pinto aconteceu no hall da prefeitura e o sepultamento ocorreu às 18h30, no cemitério municipal Carlinda Berlim. O ex-prefeito morreu no sábado, após sofrer um enfarte em casa. Segundo a Prefeitura, Roberto lutava contra um câncer de próstata havia alguns anos. Ele estava muito debilitado, e chegava a usar cadeiras de rodas para se locomover.

 

Roberto tomou posse na sexta-feira, após a Justiça decidir manter o afastamento por 90 dias de Jorge Mário Sedlacek, acusado de cometer diversas irregularidades, como uso indevido de dinheiro público na reconstrução da cidade após o temporal que matou 392 moradores, em janeiro deste ano.

 

Na sexta, o prefeito interino chegou a usar o saguão da casa onde funciona a prefeitura da cidade para exonerar todos os secretários e subsecretários do governo. O ato aconteceu em uma mesa exposta do lado de fora do gabinete porque a sala estava trancada, impedindo qualquer um de entrar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.